Qual é a tuba mais grave?

Olá amigo(a)s leitore(a)s, depois de intensos trabalhos tubísticos, estou postando mais um assunto aqui.
Atendendo ao pedido de muitos, falarei de algo muito simples mas que tem causado dúvidas. Antes de comentar, recomendo que continuem mandando perguntas pois a sua dúvida pode ser a de outras pessoas e com isso contribuir para a interação neste blog.
Qual é a tuba mais grave? A tuba em fá?Não.
As tubas modernas são divididas em graves e Agudas. As tubas em si bemol e dó são as graves e as em mi bem e fá são as agudas. As mais graves podem ser consideradas como tubas contrabaixo enquanto as mais agudas, tuba baixo.
Em questão de uso, as tubas mais graves proporciona maior poder sonoro e volume para tocar em grandes formações. As tubas em mi bemol e Fá são excelentes para música de pequenas formações como música de câmara. As tubas agudas são mais leves e proporciona mais agilidade para musicas virtuosísticas tendo como preferência a tuba em fá.
Qual é a tuba mais grave?a tuba em si bemol! Em seguida a em dó depois a em mi bemol e em fá.
Veja a comparação na figura abaixo.
Clique na imagem para ampliar


Como existe essa variedade de tubas, tenha certeza do tamanho ou afinação do instrumento que você quer tocar pois tocar uma tuba 6/4 em dó em um quinteto é possível mas com uma tuba em mi bemol ou fá fica muito mais prático.
Um abraço musical a todos

Sutilezas da música

Olá amigos, tenho feito um discurso veemente sobre a sensibilidade musical!
Tenho escutado e visto muitos musicistas tocarem de intensidade excessiva e com grande grupos de notas tocadas de forma super rápida. O virtuosismo encanta mas só quando feito de forma que também consiga mostrar expressão e isso é talento de alguns.
Nesse vídeo observe que os instrumentos fazem solos e que o importante é a sutileza do ataque, sonoridade e contexto musical!
Aproveitem e assistam!

Tocando Eufônio(Bombardino)

Amigos leitores, estou postando esse vídeo sobre eufônio e destaco que sua sonoridade é muito doce.
O Bombardino é um instrumento que é desconhecido por muitos mas tem muita importância em filarmônicas e bandas sinfônicas e igrejas.
Muitos eufonistas não tem a oportunidade de ouvir e experimentar as variações de timbres e estilos musicais em que se pode tocar esse nobre instrumento.
Um abraço a todos!

Preço de Tuba e Eufônio.


Olá amigos, dando sequência sobre as dicas para comprar tuba e eufônio, segue a 5ª e última dica que é a que mais tem influenciado músicos amadores e alguns profissionais... O preço!!!!!!!!!!!!
Um instrumento de boa qualidade com: equilíbrio de som, equilíbrio de afinação, bom acabamento e tamanho de acordo com o gosto pessoal geralmente tem um valor financeiro considerável. Esses instrumentos são desejados e comprados geralmente por profissionais de alto nível que querem segurança e bom suporte para sua interpretação musical.
A maioria dos aprendizes querem a princípio apenas um instrumento para tocar não se importando com marcas famosas se bem que isso se justifica mais pelo preço, pois instrumentos genéricos e de nível estudante tem preços menores.
A minha dica é que compre um instrumento que esteja dentro do seu orçamento, mas tenha cuidado com algumas marcas que o barato pode sair muito caro.
Posso afirmar também que é possível tocar bem com um instrumento razoável porém você terá muito mais trabalho para fazer música do que em um instrumento de qualidade superior. O instrumento não toca sozinho e o diferencial vem do músico por isso dedique-se a fazer o melhor na ferramenta que você possui. Se você puder comprar um instrumento melhor, provavelmente terá que pagar um pouco mais.
Desejo a vocês boa escolha quando comprar seu instrumento e que possa fazer muita boa música com ele.
Um abraço musical a todos!
Estudando método de Tuba


Tocando Tuba em casa

Olá amigos, em um domingo de manhã eu estava descansando depois de ter passado por uma forte gripe, comecei a tocar músicas que muito me agradam e aproveitei para tocar esta que vocês podem ouvir no vídeo abaixo.
Neste vídeo aconteceu algum fatos surpreendentes pois estava o maior silêncio e, quando comecei a tocar a minha tuba um passarinho chamado de *Bem-te-Vi* começou a cantar e uma criança começou a falar!Que bom acompanhamento improvisado não acham?
Acredito que tocar um instrumento musical deve ser encarado como trabalho mas, que você toque para relaxar e fazer bem a sua alma.
Um abraço musical e até o próximo post.

Dúvidas sobre Tamanho de Tubas


Ola queridos leitores, dentro das cinco dicas sobre compra de tubas, destaco aqui a 4ª dica: Tamanho de tubas.
O post *Tamanho de tubas* tem sido muito visitado e tem gerado uma grande participação de leitores com muitas perguntas interessantes acerca do assunto. Eis o link sobre esse post: clique aqui
Posso dizer que tamanho de tubas é questão de preferência e deve ser levado em consideração à sua aplicação em um grupo musical.
Já mencionei uma vez que não faz sentido você comprar uma tuba tamanho 4/4, 5,4 ou 6/4 para tocar em uma formação com 2 flautas e 1 violino. Tocar com essa formação é trabalhoso  pois o volume de som que a tuba desse tamanho pode proporcionar fica desigual com os outros instrumentos. Da mesma forma, se você tocar com mais de 50 músicos com apenas uma tuba 3/4  e de tonalidade em Mi bemol ou Fa, você terá que soprar um pouco mais pois seu instrumento combina melhor com formações de poucos músicos onde o baixo pode ter bom volume de som sem ficar desproporcional aos outros instrumentos.
Um tuba em ou em Si bemol  e de tamanhos 4/4,5/4 e 6/4 funciona muito bem em uma formação de grande orquestra, banda pois tem as notas graves com um som mais cheio.
Esse assunto é extenso e falarei deles depois de publicar a ultima dica do post: 5 dicas de como comprar uma tuba 
Participe!Deixe seu comentário ou pergunta!





Comprando uma tuba ou eufônio


Olá queridos leitores, tudo bem?
Muito trabalho tem surgido da mesma maneira que as perguntas sobre tubas e predominantemente, sobre sugestões de compra. Este blog tem como finalidade principal o compartilhamento de ideias musicais, informações, curiosidades e dicas técnicas para o aperfeiçoamento tanto de vocês leitores, como de quem escreve essas linhas. Com muita satisfação, darei continuidade sobre compra de tubas que já falei no post:    5 dicas úteis para comprar uma tuba . Falei das primeiras dicas que são: equilíbrio de afinação e equilíbrio de som. Hoje comentarei sobre Acabamento.
Algumas marcas de instrumentos musicais, por motivo que não posso afirmar categoricamente, mas desconfio que seja para vender mais barato, colocam um tipo de verniz (Laque) de baixa qualidade nas tubas e eufônios. Elas geralmente tem o preço mais barato do que aqueles de fabricação de marcas reconhecidas. Infelizmente, em pouco tempo o laque começa a descascar deixando o instrumento novo com a aparência não agradável. Outro problema é o desalinhamento de pistos, rotores, chaves e algumas soldas que se desfazem dentre inúmeros desapontamentos. Se não puder comprar uma tuba ou bombardino de marca reconhecida, procure uma marca genérica que tenha uma boa garantia e que você tenha essa assistência no Brasil. Lembrando o velho ditado: o barato pode sair muito caro. Uma coisa é certa, com cuidado e zelo você pode deixar o sua ferramenta musical com boa aparência por muito tempo. Recomendo ter calma na sua escolha. Espero que gostem dessas dicas e se quiserem opinar ou perguntar é só clicar no comentário abaixo dessa postagem e participar. Também estou disponível no Skype: ricardosenatuba .
Um abraço tubístico-musical a todos!

Tuba diferente

Olá queridos leitores, é interessante perceber que a tuba é um instrumento usado em várias formações musicais e não há limite para criatividade.
Para muitos a tuba é somente um instrumento de acompanhamento mas, também pode fazer música solo de forma surpreendente.
Geralmente quem toca apenas um gênero musical fica limitado nas possibilidades do instrumento e, por isso estou postando esse vídeo que contem uma formação musical exótica e de sonoridade interessante.Nesse vídeo também tem um eufônio.
Escutem!Um abraço tubístico a todos!

Tocando uma Tuba e Eufônio afinados


Quem nunca imaginou tocando maravilhosamente bem, um instrumento lindo e melhor ainda, afinado?
Creio que muitos músicos já tiveram esse sonho inclusive quem vos fala:Eu.
Um instrumento com a afinação perfeita não existe mas, há alguns que têm um bom controle de qualidade.
Mesmo que alguém possua um instrumento desses, existem fatores que influenciam muito a medida da afinação.
Tive a oportunidade de experimentar uma diversidade de eufônios e tubas sendo que, obtive muitas surpresas boas e desagradáveis.
Como citei no post: 5 DICAS ÚTEIS PARA COMPRAR UMA TUBA , já experimentei uma tuba que a princípio não afinava uma oitava. Isto é um absurdo!
Independente da tuba e eufônio,geralmente as notas da 5ª,6ª e 7ª posições têm defeitos na afinação.
Você deve ter cuidado ao tocar essas notas e começar a fazer exercícios específicos.
Um teste básico também sobre equilíbrio de afinação é tocar a nota principal grave  e depois tocar uma quinta justa acima que é a nota Sol. Se essas notas forem muitos desiguais em equilíbrio de afinação você já tem um problema grave. O exemplo citado é de tuba em , se, a sua tuba for em Si bemol, as notas reais são: Si bemol grave e natural uma quinta justa acima.
Enfim, o equilíbrio de afinação é um quesito que deve ser bem observado em um instrumento musical!

3 conselhos importantes sobre sonoridade


Olá queridos leitores, a sonoridade nos instrumentos de sopro é um assunto que está sempre em meus pensamentos por causa das constantes perguntas do tipo: como ter boa sonoridade?
Isso é muito simples desde que você faça exercícios específicos de forma constante e progressiva.
A questão é como fazer isso simplesmente?Segue dicas importantes:
1.Ter um bom controle da respiração.
Tocar um instrumento é também um exercício físico e o condicionamento da emissão de ar no instrumento com boa qualidade é primordial.
2.Exercícios básicos de embocadura.
Um conjunto de exercícios de resistência, flexibilidade e ataque que conduz ao condicionamento técnico básico para tocar.
3.Ouvir o seu próprio som.Como ouvir o seu som?
Você deve fazer os exercícios prestando atenção como o som do seu instrumento está soando no ambiente e trabalhar as notas de forma que elas estejam conectadas umas às outras.Você pode gravar o seu som tocando uma lição de método por exemplo. Ouvir depois o que você tocou pode ser surpreendente.
Nesse post falarei mais sobre a respiração.
Alguns leitores comentaram ter: dor na garganta, falta de ar e outros sintomas desagradáveis ao tocar o instrumento de sopro e, não conseguir uma boa projeção de som.Um fato: Boa sonoridade leva um tempo até que seja definida como algo pessoal. Geralmente ao desenvolvê-la o som não tem muita projeção pois você está adaptando a sua fisiologia ( corpo) ao sopro no instrumento.
O importante é você colocar o ar com qualidade no instrumento de forma que seja de naturalmente ordenada.
Antes de tocar é importante fazer uma respiração ( tomar ar) e em seguida soprar com a emissão de ar de forma controlada em um ciclo natural. Em breve postarei vídeos!Aguardem!
Um abraço tubístico-musical!

5 dicas úteis para comprar uma tuba.


É sonho de muitos tubistas terem um instrumento que possua boa sonoridade, boa estética, afinação e muitas outras qualidades, mas, com a grande quantidade de marcas e modelos, surgem dúvidas em qual instrumento adquirirem. Embora já existam marcas famosas que de fato tem um controle de qualidade mais apurado, estão acima da realidade de alguns tubistas.
A escolha de um instrumento é algo muito pessoal e o que pode ser excelente para uma pessoa configura o contrário para outra.
Há fatores que são importantes para a compra de uma tuba ou eufônio:

  1. Equilíbrio de afinação.
Já experimentei instrumento que não afinava nem uma oitava.
Antes de comprar é bom tocar o instrumento e observar o equilíbrio de entonação!
     
     2.  Equilíbrio de som.
Alguns instrumentos têm destempero sonoro chegando a ter um bom som no agudo e nos graves serem abafados.
Posso citar mais um exemplo como algumas notas saírem de som abafado em relação as outras.

      3.  Acabamento.
Um bom instrumento, tem o seu laque conservado por bastante tempo e alguns instrumentos que não possuem bom controle de qualidade, descascam em pouco tempo. 

      4.  Tamanho.
Com muitas dúvidas acerca de qual seria o melhor tamanho de tuba, afirmo que deve ser de acordo com a sua necessidade. Não faz muito sentido você tocar em um quinteto de metais com uma tuba de tamanho 6/4.

      5.  Preço.
Se você for muito exigente, deve desembolsar um valor considerável pois, tubas de marcas renomadas no mercado, de modelo profissional, tem um preço maior que as tubas de modelo intermediário e de estudante. 

Cada item citado aqui cabe muitos comentários e os farei detalhadamente nas próximas postagens.
Um abraço e até o próximo post.



Como tocar notas graves na tuba e bombardino


Olá amigos,o assunto que será comentado é sobre o alcance das notas graves.
Farei o possível de descrever algumas coisas passo a passo.
Alguns eufonistas e tubistas têm perguntado como tocar as notas da 6ª e 7ª posição no grave(sol natural e fa# para instrumento com a afinação em dó).
Outro questionamento frequente é como tirar as notas graves com clareza, com boa intensidade de som e como tirar as notas subgraves usando a 4º válvula ou 5ª válvula (pisto ou rotor).
Começarei esclarecendo dúvidas sobre o primeiro item e os demais em outras publicações.
As notas graves de um instrumento geralmente são as que têm maior grau de dificuldade principalmente para músicos iniciantes. Esse grau de dificuldade também se verifica nas notas agudas e a maneira de tocar agudo e grave tem suas diferenças.
O ideal para conseguir os extremos (graves e agudos), é dominar as notas básicas que são as notas da região média do instrumento. Na tuba em dó equivale a Dó1 até Dó 3.
Quando temos uma boa embocadura na região média podemos tocar os extremos de forma gradual e sem precipitação por isso o estudo paciente dá resultado produtivo  Produtividade inteligente é algo que muita gente deveria se preocupar mas vive jogando tempo fora principalmente musicistas em estudos individuais sem foco em um objetivo claro.Isso é um assunto para outro post certo?Produtividade é importante nos estudos!!!!
O assunto aqui são as notas graves e então vamos continuar...
Você pode ter como base a nota grave de posição solta que é a afinação do seu instrumento.Se é em dó logicamente é o dó grave, se o instrumento é em si bemol, o si bemol grave e assim sucessivamente (lembrando que a posição solta é a nota de efeito).
Partindo dessa nota , toque de meio em meio tom as notas graves descendo com intervalos de tempo para trabalhar cada nota com calma e quando chegar a 7ª posição retorne em movimento inverso( subindo ) até a 1ª posição que é a nota solta(a afinação do seu instrumento).
Toque com calma esse exercício atingindo as notas gradualmente respirando nas pausas. Veja a partitura!


Depois de dominar as notas você pode tocar à vontade com ou sem pausas.
Um abraço musical!

Musicos Cristãos


Olá caros leitores,divulgo aqui mais um parceiro musical que está fazendo um trabalho de compartilhamento de partituras para download, músicas gospel e algumas curiosidades. É interessante dar uma olhada. Com o crescente envio de emails com mais variadas perguntas, eu responderei e publicarei os post com esclarecimentos e com a parceria dos sites:  Teoria Musical e  Blog Músicos Cristãos. Faremos uma boa interatividade musical. O endereço é www.http://blogmusicoscristaos.blogspot.com.br/
Aguardem os vídeos!Estão chegando!
Um abraço musical a todos!

Teoria Musical

Olá amigos,estou agora comentando com vocês, um assunto de muita importância:
*Teoria Musical*!
De modo geral os instrumentistas iniciantes ávidos por tocarem músicas em seus instrumentos e quanto mais difíceis melhor, negligenciam os estudos básicos que incluem aquecimento, afinação e têm pouca base de teoria musical.
Para ser um bom musicista,o conhecimento de escalas, tons ,semitons,acordes,formula de compasso dentre outros assuntos, é importante para uma boa execução musical.
Me deparo muitas vezes com estudantes que estão o tempo todo preocupados com execução de notas e quando pergunto sobre frases musicais, tonalidades e o autor da musica, percebo a falta de informação.
Eu recomendo o estudo de teoria musical para auxiliar a parte de execução instrumental para o enriquecimento de interpretação musical.
Indico aqui um parceiro musical que disponibiliza material didático de bom conteúdo e prático: Celso Santos
o criador do site: http://ccbteoriamusical.weebly.com/ . Está em português.

Bons estudos e muita música para todos!

Exercícios para Eufônio(bombardino)


Na sequência de publicação de estudos diários para embocadura,deixo à disposição uma transcrição para eufônio em si bemol ( bombardino ). É importante seguir os exercícios de forma gradual sem forçar os lábios e com boa respiração para bom aproveitamento. Para baixar estudos diários de embocadura para eufônio em si bemol clique aqui
As orientações são as mesmas da postagem anterior.Está com dúvida? Clique aqui.
O eufônio é um instrumento de som muito belo e que algumas bandas militares brasileiras não têm aproveitado o seu potencial.
Quem toca bombardino em dó ou tubista CCB ou Filarmônica, estou escrevendo a transcrição desses estudos.Aguardem!
O seu som é aveludado e é largamente usado nas bandas sinfônicas e no contracanto nas composições das Filarmônicas apresentando todo o seu virtuosismo.Vamos ouvir esse som belo?


Exercícios de embocadura para Tuba (Bombardão).


Olá leitores e tubistas,estou publicando aqui a pedido de muitos os exercícios de embocadura.
Publiquei a sequência de estudos até o Nº 7. Como conseguir tocar bem com boa sonoridade, afinação, bom alcance de notas agudas, bom alcance de notas graves, clareza no golpe de língua,tocar músicas difíceis e etc? A resposta é simples! Você deve ter uma boa base técnica para poder ter essas qualidades e para possui-las é necessário desenvolvê-las. Então,o que é preciso? Exercícios de Embocadura! 
Esse é um exercício básico que feito de maneira correta e com disciplina produz resultados maravilhosos.
Há uma infinidade de variações desses exercícios e aqui deixo a disposição uma transcrição de Dialy Embouchurie Studies de Frank Goldman. Para baixar clique aqui .
Uma consideração importante: ter o auxílio de um bom professor é essencial e caso não possua, entrar em contato comigo através dos comentários dessa postagem ou pelo email rictuba@gmail.com .
O arquivo esta em win rar e caso não consiga baixar é só baixar o programa aqui . Depois de baixar esse programa fica fácil e ai é só imprimir os estudos diários de embocadura.
Para quem usa metrônomo recomendo usar e é iniciante,recomendo velocidade 100 semínimas por minuto e reduzir a velocidade aos poucos da lição nº 1 até a nº 7 e da nº 8 até o fim,usar 60 semínimas por minuto e aumentar a velocidades na medida que for dominando as articulações.